(PT) (PDF) – ETIMOLOGIA E ABREVIATURAS DE TERMOS MÉDICOS | ADRIANE POZZOBON


Snap1.png

ETIMOLOGIA E ABREVIATURAS DE TERMOS MÉDICOS

Um guia para estudantes, professores, autores e editores em medicina e ciências relacionadas

Este livro é sobre conhecimento e comunicação. Em primeiro lugar, trata da facilidade da compreensão da linguagem biomédica por meio do estudo das raízes gregas e latinas das palavras. Sabemos que o acesso ao significado de doenças, exames e nomenclatura anatômica pela Internet é extremamente rápido e eficiente; mas aqui se trata da multiplicação do saber e do aprendizado permanente de uma forma construtiva e de controle de um universo de palavras quase sempre não dominado por todos. Ao nos aproximarmos desse universo, poderemos inferir o significado de uma palavra mesmo sem conhecê-la, e isso pode nos proporcionar resultados positivos em avaliações, concursos, entrevistas e na relação profissional. Isso nos traz destaque e valorização. Daremos exemplos:

  1. se soubermos o que é ctomia ou tomia, saberemos nos aproximar dos significados de: colostomia, mastectomia, esplenectomia, colicistectomia etc.;
  2. o étimo condro significa cartilagem; então, palavras como condromalacia, osteocondrite, condroblastos, condropatia e sincondrose estão relacionadas a esse significado.;
  3. a raiz angio quer dizer vaso (linfático ou sanguíneo), então novamente: angioressonância, linfangioma, angioma, coronarioangiografia etc.;
  4. o étimo úria significa urina, ou o que compõe a urina; então como ficaria o termo proteína na urina? Ou glicose na urina? Ou se o paciente urina pouco? Proteinúria, glicosúria e oligúria;
  5. dis no início das palavras biomédicas quase sempre quer dizer mal funcionante: dislalia, disfagia, discinesia, dispneia, disenteria etc.

Assim se multiplica o saber!

Em segundo lugar este livro trata de forma de comunicação na área das ciências exatas: abreviaturas, siglas e o sistema internacional de unidades (SI). A chamada cultura metrológica vem se tornando uma estratégia de organizações empresariais, acadêmicas, técnico-científicas e da área médico-clínica para aumentar a produtividade e a qualidade de produtos e serviços, reduzir custos e tempo. O estudo e o conhecimento da forma oficial de apresentação de siglas, símbolos e abreviaturas são indispensáveis para qualquer atividade na área biomédica. Erros médicos podem ser evitados; teses, relatórios, laudos e dissertações podem ser corretamente redigidas sem o risco de desclassificação ou …

PDF file, 381 pages

via www.univates.br


Shared by Dario Giuseppe on the Glossarisimo! FB Group

Advertisements

Leave a comment

Please log in using one of these methods to post your comment:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s